Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]


As tiaras da Família Real Portuguesa

por Blog Real, em 27.10.13

Diadema das estrelas, de diamantes e ouro feito para a rainha Maria Pia de Sabóia

Este diadema foi originalmente encomendado para a Rainha consorte de Portugal D. Maria Pia, esposa do Rei D. Luis I de Portugal. 

Este diadema foi feito em Lisboa pelo Joalheiro Real Estevão de Sousa. A tiara é composta por estrelas  de diamantes, assentes numa armação, que faz com as estrelas sejam sensíveis ao movimento. O diamante maior da tiara é um diamante rosa conhecido como o Diamante da Maria Pia.

Na mesma altura foi encomendado um colar, conhecido por o Colar das Estrelas, para fazer conjunto com o diadema.

 

Após a morte do rei D. Luis I o conjunto passou para a última Rainha de Portugal, D.Amélia, esposa do Rei D.Carlos I.

 

 Diadema de Brilhantes

O diadema de brilhantes pertencia à rainha D.Amélia e atualmente é usado por D.Isabel, duquesa de Bragança, que o usou no dia do seu casamento.

Esta tiara foi um presente de casamento do Rei Luís I de Portugal para a sua nora, a princesa Amélie de Orléans, em 1886, a peça tem um colar espelhado, concedido pela Rainha D.Maria Pia de Sabóia. 

A tiara foi herdada por D.Duarte de Bragança e oi usada por D.Isabel de Bragança no dia do seu casamento em 1995.

A rainha D.Amélia com o diadema:

A duquesa D.Isabel com o diadema

 

Tiara de Diamante de Maria Francisca de Orleans e Bragança

Esta tiara pertenceu à Princesa Maria Francisca de Orléans-Bragança, mãe do atual Duque de Bragança, esta peça foi usada por ela em muitos eventos, incluindo a gala do casamento do Juan Carlos de Espanha e Sofia da Grécia. D.Isabel de Bragança usa esta tiara em eventos reais estrangeiros, como casamentos reais.

Tiara Floral de Diamante

 Eesta peça foi usada pela Duquesa de Bragança em alguns eventos reais, tanto como colar e como tiara. Foi usada por exemplo no banquete da visita de estado que os Reis de Espanha fizeram a Portugal em 2016.

Tiara de Diamante da Rainha D.Amélia

Esta peça foi criada para a Rainha D.Amélia por volta de 1900 , esta gargantilha de diamante (também conhecido como um collier de chien) era uma de suas peças favoritas, não só emparelhada com as suas jóias de diamante, incluindo o Diadema de Brilhantes, mas também com as suas parures coloridas. Após a sua morte em 1951, esta peça foi herdada pelo atual Duque de Bragança. A Duquesa de Bragança usou esta peça como tiara em múltiplas ocasiões.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 02:55


9 comentários

De Anónimo a 31.10.2013 às 04:03

Se me permite o comentário, a Rainha Dona Amélia, nunca usou o diadema das estrelas com as estrelas superiores, porque o referido diadema nunca as teve. As estrelas que estão lá colocadas, foram uma invenção do joalheiro rosas, que para o seu restouro, nos anos 50 do seculo XX, utilizou e desmanchou pulseiras e pentes que faziam parte da parure encomendada por Dona Maria Pia. o DIADEMA, TAL COMO ESTÁ HOJE, É VERGONHOSO, PORQUE NUNCA FOI ASSIM USADO POR NENHUMA DAS SOBERANAS. Lamentavel o restauro feito pelo rosas, que destruiu as outras peças, cujo inventário se encontra no palacio Nacional da Ajuda.

Obrigado

De Blog Real a 31.10.2013 às 19:14

Obrigado por ter comentado e pelo seu esclarecimento. Eu não sabia, retirei a informação de um site. Irei editar o post. Obrigado e comente sempre que quiser.

De Anónimo a 07.08.2014 às 16:42

seria interessante explicar onde se encontra actualmente o diadema das estrelas e se é possível vistá-lo e em que condições
mais gostaria de saber se será mais correcto referimos-nos à peça como tiara e não como diadema...
saudações monárquicas

De Blog Real a 08.08.2014 às 02:16

Também queria muito saber onde se encontra o diadema das estrelas. Será que é D.Isabel que o tem? eu acho que nunca a vi com ele.

Queria dizer ainda que em breve vou editar o post para colocar mais imagens e informações.

De Blog Real a 08.08.2014 às 02:21

Esuqecia-me de dizer. Acho que se podemos referir a elas como tiaras ou diademas. Acho que no fundo vai dar ao mesmo.

De Anónimo a 08.08.2014 às 12:21

encontrei esta definição em língua inglesa junto dum blogue britânico:

DIADEM: often refers to the ancient markers of status that led to today's crowns and tiaras, and you'll also see it referring to a tiara or crown with perhaps a little more gravitas than the average headdress. On this blog, I sometimes use diadem interchangeably with tiara, for really no other reason than it is awfully boring to read the word tiara fifty times in a single entry. Most readers of this blog hail from English-speaking countries, but it's worth noting here that tiara translates to something spelled somewhat like diadem in several other languages, which will affect the overall understanding of this word's definition.

TIARA: technical attempts to define tiara usually end up referring to a semi-circular bejeweled ornament worn at the front of the head by a lady on a formal occasion (the Papal Tiara being a notable exception). I personally define tiara as any kind of non-crown headpiece that still encircles a good portion of the head. There are several other terms that fall under here as different types of tiaras as well.

espero ter contribuído de forma positiva

De Vítor Albuquerque a 24.11.2014 às 12:07


Prezados bloguistas:


O diadema de estrelas, uma das jóias mais importantes da Casa Real Portuguesa, foi encomendado pela Rainha D. Maria Pia de Sabóia na década de 1860. Foi elaborado pelo joalheiro Estevão de Sousa e foi montado com diamantes pertencentes ao Tesouro Real, logo, não era uma peça pessoal da soberana, mas sim uma jóia pertencente ao Estado. Para a sua feitura, foram desmontadas várias jóias que já então eram pertença do Tesouro Real.

Por esse motivo, aquando da queda da Monarquia e consequente exílio da Família Real, esta prure, composta de diadema, colar, brincos, pulseiras, alfinetes e vários pentes, não seguiu o caminho de outras jóias, essas sim pessoais, que foram enviadas às soberanas no seu exílio pelo governo da Iª República.

Encontra-se ainda hoje em depósito no Palácio Real da Ajuda, juntamente com todas as outras jóias que são pertença da coleção do Estado. Nos anos 50 do século XX, o Estado Novo ordenou um restauro geral às jóias da Coroa, realizada pelo joalheiro Rosas, que desmontou a maior parte das peças, sobrevivendo o ocolar e o diadema ainda que muito adulterado.

Deve-se ao facto do joalheiro ter utilizado outras estrelas que serviam de adorno aos cabelos e ao vestido e as ter incluído no diadema do qual não faziam parte. Daí a diferença que se vê no diadema entre a vária iconografia das Rainhas quando o usam e o seu estado actual.

De Blog Real a 25.11.2014 às 16:20

Obrigado pelo esclarecimento.

De Vitor a 21.03.2016 às 16:15

Esta tiara encontra-se em depósito no palácio real da ajuda em Lisboa, e faz parte do acerco das jóias da coroa.

Esta coleção está guardada e não exposta ao público, o que acontece raramente.

A diferença entre tiara e diadema e pequena e facilmente confusa.

Em bom rigor uma tiara apenas cobre a parte frontal da cabeça, enquanto o diadamente fecha-se a toda a volta (180 graus).

Veja-se como exemplo as tiaras em uso na casa real britânica versus o diadema Jorge IV usado por usada majestade a rainha em várias ocasiões de estado, mormente na procissão de abertura do parlamento.

Comentar post



Este blog pretende ser o maior arquivo de fotos e informações sobre a monarquia portuguesa e a Família Real Portuguesa.

Mais sobre mim

foto do autor


A Coroa, é o serviço permanente da nossa sociedade e do nosso país. A Monarquia Constitucional, confirma hoje e sempre o seu compromisso com Portugal, com a defesa da sua democracia, do seu Estado de Direito, da sua unidade, da sua diversidade e da sua identidade.

calendário

Outubro 2013

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

mapa_portugal.gif


Facebook



Comentários recentes

  • Anónimo

    O símbolo do múltiplo decimal "kilo" é k, não K.kg...

  • Luís Oliveira

    Facínoras! Atuaram em Lisboa e no Rio, golpearam a...

  • Blog Real

    É verdade. Está corrigido

  • Nuno Ramos

    Meu caro Blog Real, neste link abaixo pode encontr...

  • Nuno Ramos

    Ex. ma Sr.ª Ana Carolina, esse seu elaborado comen...



FUNDAÇAO DOM MANUEL II

A Fundação Dom Manuel II é uma instituição particular, sem fins lucrativos, de assistência social e cultural, com acções no território português, nos países lusófonos, e nas comunidades portuguesas em todo o mundo.
                                         mais...
 
Prémio Infante D. Henrique
Com a fundação do Prémio Infante Dom Henrique, do qual S.A.R. o Duque de Bragança além de membro fundador é Presidente de Honra, Portugal tornou-se o primeiro país europeu de língua não inglesa a adoptar o programa de "The International Award for the Young People".
                                         mais...

Por vontade d'El-Rei D. Manuel II, expressa no seu testamento de 20 de Setembro de 1915, foi criada a Fundação da Casa de Bragança em 1933, um ano após a sua morte ocorrida a 2 de Julho de 1932. 
O último Rei de Portugal quis preservar intactas as suas colecções e todo o património da Casa de Bragança, pelo que deixou ainda outros elementos para precisar o seu intuito inicial e legar todos os bens sob a forma do Museu da Casa de Bragança, "à minha Pátria bem amada"

 mais...


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D

Tags

mais tags



Publicações Monárquicas

Correio Real

CORREIO REAL

Correio Real

REAL GAZETA DO ALTO MINHO