Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Monarquia Portuguesa

Este blog pretende ser o maior arquivo de fotos e informações sobre a monarquia portuguesa e a Família Real Portuguesa.

Duques de Bragança na abertura oficial da 6.ª edição do Madeira Film Festival

27.04.17 | Blog Real
A abertura oficial da 6.ª edição do Madeira Film Festival decorreu na passada terça-feira dia, 18 de Abril, pelas 19 horas, no hotel Belmond Reid´s Palace. Marcaram presença o duque de Bragança, patrono do festival, o conselheiro cultural da Embaixada da China, Shi Juanping, no âmbito da parceria do MFF com o festival internacional de cinema de Xangai, a actriz Adrienne Wilkinson, das séries ‘Star Trek’ e ‘Star Wars’, realizadores e produtores que se deslocaram à Madeira para esta edição do festival e, ainda, algumas das misses do ‘Miss Queen Portugal’.
‘Eagle Huntress’ do realizador Otto Bell, foi o filme de abertura, exibido no Teatro Municipal Baltazar Dias.

 

 

 

Fonte: realfamiliaportuguesa.blogspot.pt

Livro "O Mensageiro do Rei"

27.04.17 | Blog Real
Contra capa
 
Sinopse
D. Manuel II foi o nosso último rei. Tinha dezoito anos, quando mataram seu pai, D. Carlos, e o príncipe real Luís Filipe, em 1908. De súbito, caía sobre a cabeça do jovem a obrigação de reinar um país onde os monárquicos não se entendiam, decadentes, caciques traiçoeiros e republicanos que recorriam a todos os métodos, da grande oratória á intriga mesquinha, para que a República deixasse de ser um sonho. Reinou trinta meses. Teve seis governos e a obrigação de casar com uma princesa. 
Os reis europeus recusaram-lhe filhas e netas, antevendo a queda da realeza, e á falta de princesa, apaixonou-se por uma deusa francesa: Gaby Deslys. Linda! O amor entre os dois foi o único legado coerente do seu reinado. Rigoberto era o mensageiro que lhe levava notícias do amor distante. Também ele apaixonado por Gardénia. 
É a história de amizade entre o rei e o mensageiro, assim como as histórias dos amores de ambos, que vos narro neste livro. Até que o amor os separou, a Monarquia caiu e a República nasceu para viver durante 16 anos, com 45 governos, duas ditaduras pelo meio, e oito presidentes da República.

Francisca de Bragança na inauguração da loja Leitão & Irmão no Estoril

12.04.17 | Blog Real

A antecipar a Páscoa, foi com uma caça aos ovos que a Leitão & Irmão Joalheiros assinalou a abertura da sua loja no Estoril. Uma tarde de diversão que pôs crianças, mas também adultos, à procura dos ovos de chocolate escondidos nos jardins do Casino Estoril.
Sendo a casa Leitão, fundada no início do séc. XIX, conhecida por ter sido fornecedora oficial da Coroa portuguesa – das suas oficinas saíram peças de grande valor usadas pelos nossos últimos reis e rainhas –, o convite a Francisca de Bragança tornou-se quase obrigatório. Apesar de discreta, a filha dos duques de Bragança, que completou 20 anos no início de março, mostrou-se muito simpática e bem disposta, tendo sempre um sorriso para quem a abordava e queria trocar dois dedos de conversa com ela.

 

 

Fonte: caras.sapo.pt

Duquesa de Bragança presente num almoço evocativo do "Dia da Mulher"

03.04.17 | Blog Real

Nessa data assinalava-se o Dia da Mulher e Assunção Cristas não quis perder a oportunidade de promover uma conversa entre cerca de 30 mulheres com influência nas mais diversas áreas de atividade da sociedade portuguesa. “Achei que era uma boa maneira comemorar este dia, convidar mulheres que se destacaram, que se notabilizaram nas suas diversas áreas, para conversarem um bocadinho sobre a realidade lisboeta”, explicou a líder do CDS-PP antes de ter início o almoço, que decorreu no restaurante Zambeze, em Lisboa, e no qual foi debatida a igualdade de oportunidades entre homens e mulheres. “É importante relembrar que, apesar de teremos conseguido muitas coisas, ainda há um longo caminho pela frente para percorrer. Temos que saber que a mulher e o homem se complementam. Não há uma luta, há um trabalho de equipa. Devemos lutar pela dignidade e pela posição da mulher na sociedade, mas não fazer disso uma batalha ou entrar por caminhos negativos”, afirmou, na ocasião, D.Isabel de Herédia

 

 

 

 

Fonte: caras.sapo.pt