Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Monarquia Portuguesa

Este blog pretende ser o maior arquivo de fotos e informações sobre a monarquia portuguesa e a Família Real Portuguesa.

A Monarquia Portuguesa

Este blog pretende ser o maior arquivo de fotos e informações sobre a monarquia portuguesa e a Família Real Portuguesa.

Entrevista do Rei D.Manuel II ao Diário de Notícias a 7 de Dezembro de 1930

24.10.17, Blog Real

A 7 de Dezembro de 1930, O Diário de Notícias publicava "uma página de jornalismo" inesperada. Trata-se de uma entrevista do último rei de Portugal, concedida a António Ferro, um dos grandes nomes do jornalismo de então, que viria a ser dos principais responsáveis pela criação da imagem de Salazar através do Secretariado de Propaganda Nacional.

D. Manuel II de Portugal, de nome completo Manuel Maria Filipe Carlos Amélio Luís Miguel Rafael Gabriel Gonzaga Xavier Francisco de Assis Eugénio de Bragança Orleães Sabóia e Saxe-Coburgo-Gotha, foi o 35.º e último rei de Portugal. Não era o sucessor natural, mas os assassínios do seu pai, o rei D. Carlos I, e do irmão D. Luís Filipe, a 1 de Fevereiro de 1908, colocaram-no em primeiro lugar na linha sucessória, pondo fim a uma carreira naval.

É na residência de Fulwell Park, nos arredores de Londres, que António Ferro irá entrevistar D. Manuel II. "Um criado inglês, impecável de casaco libré azul e botões dourados" é quem lhe abre a porta". Segue-se a surpresa por estar numa "casa inglesa tatuada de azulejos portugueses" e repleta de "evocações portuguesas"...

"Em Portugal, meu amigo, é preciso morrer para que nos façam justiça, para que digam bem de nós", disse a António Ferro, em entrevista ao Diário de Notícias, a 7 de Dezembro de 1930.

«D. Manuel fingia viver em Inglaterra mas que continuava, de facto, a ser rei na nossa maior possessão: na saudade», escreve António Ferro, que entrevistou o rei no exílio, em 1930. A entrevistada foi publicada no «Diário de Notícias» e colheu, em Portugal, reacções favoráveis e de apreço. Ferro, seria um dos portugueses que se deslocou a Twickenham, para o funeral do D. Manuel, dois anos depois, em Julho de 1932, quando um edema da glote sufoca o rei e lhe causa a morte, aos 42 anos.