Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Monarquia Portuguesa

Este blog pretende ser o maior arquivo de fotos e informações sobre a monarquia portuguesa e a Família Real Portuguesa.

A Monarquia Portuguesa

Este blog pretende ser o maior arquivo de fotos e informações sobre a monarquia portuguesa e a Família Real Portuguesa.

Cerimónia da benção do quadro da Beata Maria Cristina de Sabóia em Palermo

16.11.17, Blog Real
A Real Sociedade da Beata Maria Cristina de Sabóia, Rainha das Duas Sicílias, tem o prazer de convidar confrades, amigos e simpatizantes para a cerimónia de bênção da efígie sagrada de sua patrona pelo mestre Elio Corrao, que será realizada em 17 de Novembro de 2017 às 15H30 na Capela de Maria Santíssima della Soledad na Piazza della Vittoria, 10 em Palermo.
A cerimónia terá lugar na presença de SAR Dom Duarte de Bragança, Duque de Bragança, Chefe da Casa Real de Portugal, acompanhado por SAR Dona Isabel de Bragança (foto), Duquesa de Bragança, e SA Dona Maria Francisca de Bragança, Infanta Portugal; por SAIR a arquiduquesa Mónica de Habsburgo, princesa da Hungria, duquesa de Santangelo, SAIR arquiduque de José Carlos de Habsburgo, príncipe da Hungria; por SAR Príncipe Yuhi VI, chefe da Casa Real do Ruanda; e por SAR o Príncipe Elder Leka II Zogu dos albaneses.

Duques de Bragança visitaram a Feira Nacional do Cavalo na Golegã

15.11.17, Blog Real

Os Duques de Bragança visitaram a Feira Nacional da Golegã, bem como outras personalidades. Também o Senhor Dr. António de Souza Cardoso Presidente Nacional da Causa Real, a convite da Real Associação do Ribatejo, presentes no almoço em que a Direcção comemorou os 30 anos de sua fundação, apresentando do novo Real Núcleo da Golegã.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 Fonte: http://realbeiralitoral.blogspot.pt/2017/11/duques-de-braganca-visitaram-feira.html

Real Edifício de Mafra comemora 300 anos ao som de música

15.11.17, Blog Real
Foto de Câmara Municipal de Mafra.
Em 17 de Novembro de 1717, o Rei D. João V protagonizava o lançamento da primeira pedra da Basílica do Real Edifício de Mafra, numa solene cerimónia presidida pelo Primeiro Patriarca de Lisboa e que reuniu grande assistência. Volvidos três séculos, e representando o culminar de um ano de diversificadas comemorações, o Real Edifício de Mafra assinala o seu aniversário com música. A Câmara Municipal organiza, às 22 horas do dia 17 de Novembro de 2017, um concerto a seis órgãos e coro na referida Basílica, cujo programa foi criteriosamente seleccionado para evocar este momento histórico.
Do programa fazem parte melodias de Cantochão, compostas em 1761 por Frei José de Santo António como Acompanhamentos de missas para esta Basílica, cânticos do Ordinário da Missa da autoria de um compositor português anónimo de finais do século XVIII, cujos manuscritos estão arquivados na Biblioteca Nacional de Portugal, assim como a Sinfonia da Real Basílica de Mafra (1807), especificamente escrita pelo compositor António Leal Moreira para o conjunto único dos seis órgãos.
Este concerto conta com a participação do Coro Voces Caelestes e dos organistas Sérgio Silva, Inês Machado, David Paccetti Correia, Margarida Oliveira, Diogo Rato Pombo e Daniela Moreira, sob a direcção de Sérgio Fontão. A entrada é gratuita, sujeita à lotação da Basílica, mediante reserva pelo telefone 261 817 170 ou 261 817 550.
A componente de fogo de artifício não terá lugar, em virtude de questões de salvaguarda da segurança do edifício.
As comemorações do tricentenário do lançamento da primeira pedra do Real Edifício de Mafra, que têm vindo a decorrer entre 17 de Novembro de 2016 e 17 de Novembro de 2017, são uma organização conjunta das entidades com responsabilidades na gestão deste conjunto patrimonial: Direcção Geral do Património Cultural/ Palácio Nacional de Mafra, Câmara Municipal de Mafra, Escola das Armas, Paróquia de Mafra e Tapada Nacional de Mafra.

Visita da Rainha D.Amélia a Portugal (1945)

10.11.17, Blog Real

Após o fim da Segunda Guerra Mundial, entre 19 de maio e 30 de junho de 1945, a Rainha D.Amélia regressou a Portugal, numa emocionante jornada, visitando Lisboa e Fátima, o Buçaco e os Mosteiro de Alcobaça e Batalha, parando na Ericeira, o seu porto de exílio, e visitando os dispensários que ela própria criara, todos locais a que tinha ligação, com exceção de Vila Viçosa, apesar da grande afeição que sentia por esta vila alentejana.