Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Monarquia Portuguesa

Este blog pretende ser o maior arquivo de fotos e informações sobre a monarquia portuguesa e a Família Real Portuguesa.

A Monarquia Portuguesa

Este blog pretende ser o maior arquivo de fotos e informações sobre a monarquia portuguesa e a Família Real Portuguesa.

Domingos Frutuoso, preceptor religioso do Princípe D. Luís Filipe e Infante D. Manuel

15.11.19, Blog Real

Domingos Maria Frutuoso, Manuel Rosa Frutuoso, O.P., (Santarém, Santa Iria da Ribeira de Santarém, 13 de Fevereiro de 1867 — 6 de Julho de 1949) foi um bispo católico português.

Frequentou o Seminário de Santarém, tendo entre 1888 e 1893 sido ali professor e prefeito, ensinando latim e geografia. Em 15 de Junho de 1889 foi ordenado sacerdote, sendo nomeado pároco de Santa Maria de Óbidos, mantendo-se professor no Seminário. A 15 de Outubro de 1893 entrou na Ordem dos Pregadores, no Convento de Maria Madalena em Saint Maxim-Var (França) assumindo o nome religioso de Domingos Maria.

Estudou Teologia no Instituto Católico de Toulouse e em 1897 regressou a Portugal. Tornou-se pregador itinerante, tendo sido confessor no Colégio do Bom Sucesso. Foi preceptor religioso dos filhos do Rei D.Carlos e da Rainha D. Amélia, o Princípe D. Luís Filipe e D. Manuel.

Fugido de Portugal, em virtude da perseguição religiosa iniciada com a instauração do regime republicano em 1910, regressou apenas em 1913. Em 27 de Dezembro de 1920 foi sagrado bispo de Portalegre.

Carlos Adolfo Marques Leitão, professor do Príncipe Real Luís Filipe e do Infante D.Manuel

15.11.19, Blog Real

Carlos Adolfo Marques Leitão (1855-1938) foi professor pedagogista e oficial do Exército. Assentando praça em 15-IX-1873, foi promovido a alferes em 5-1-1876, a tenente em 8-X1­-1882, a capitão em 21-XII-1887 e a major em 20-X-1898. Foi professor de Desenho e Geografia do príncipe real D. Luís Filipe e do infante D. Manuel. Foi também professor de matemática do Infante D.Manuel. Figura de ele­vado prestígio no Exército e na Instrução, dedicou a cada um daqueles ramos a sua notável inteligência. Ofi­cial do Estado Maior, foi também director do Colégio Militar, cargo que desempenhou até à proclamação da República. Foi deputado, vogal do Conselho Tutelar de Terra e Mar, vice-presidente do Conselho Superior de Ensino Industrial e Comercial e presidente da Comissão Administrativa da Câmara Municipal de Lisboa, durante a ditadura franquista. Nomeado director da Escola Industrial Marques de Pombal, tão dis­tinta se tornou a sua actividade, que fez daquele estabe­lecimento uma escola modelar. Em 1930 foi-lhe pres­tada, nessa escola, uma calorosa homenagem, com a assistência do Chefe do Es­tado. O coronel Marques Leitão era condecorado com as ordens de S. Bento de Avis, de Santiago, de N. Sra da Conceição e grã-cruz da Ordem da Instrução."