Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Monarquia Portuguesa

Este blog pretende ser o maior arquivo de fotos e informações sobre a monarquia portuguesa e a Família Real Portuguesa.

A Monarquia Portuguesa

Este blog pretende ser o maior arquivo de fotos e informações sobre a monarquia portuguesa e a Família Real Portuguesa.

Biografias - Duarte Nuno de Bragança

16.03.20, Blog Real

23duque.jpg

S.A.R. Dom Duarte Nuno de Bragança, nasceu no exílio da família em Seebenstem, na Áustria, sobre terra portuguesa, em 23 de Setembro de 1907. Era filho de S.A.R. Dom Miguel de Bragança, 22º Duque de Bragança (1853-1927), e de S.A.R. Dona Maria Teresa, Princesa de Löwenstein-Wertheim-Rosenberg (1870-1935).

Frequentou o Colégio da Abadia de Clervaux e depois o Liceu de Ratisbona, tendo depois concluído o curso de Agronomia na Universidade de Toulouse - França. Por renúncia de seu Pai, recebeu a representação dos direitos políticos e dinásticos do ramo legitimista em 1920, com apenas 13 anos, tendo ficado sua Tia, a Duquesa de Guimarães, como sua tutora política.
Após o falecimento de S.M. Dom Manuel II de Portugal, em 1932 e sem descendência, foi reconhecido e aclamado Rei pela Causa Monárquica, passando a ser o Duque de Bragança, casa cujos bens perdeu logo em 1933, por decreto em que foi criada a Fundação da Casa de Bragança.
Casou em 1942 com a Princesa Dona Maria Francisca de Orleães e Bragança, Princesa do Brasil, descendente de D. Pedro, do ramo primogénito da Casa de Bragança, era filha de D. Pedro de Alcântara de Orleans e Bragança, Príncipe do Grão-Pará, e de Dona Isabel, Condessa Dobrzensky de Dobrzenicz.

Depois de terem sido abolidas as Leis de Banimento de 1834 e de 1910 pela Assembleia Nacional em 1950, criaram-se as condições para o regresso a Portugal da família exilada. S.A.R. Dom Duarte regressa definitivamente em 1952, tendo levado uma vida exemplar, sempre combatendo com dignidade pela Independência da Pátria, pelo retorno das liberdades, pela defesa dos Povos do Ultramar e pelos interesses permanentes do Povo Português.

Viveu até 1974 no Palácio de S. Marcos, perto de Coimbra, cedido pela Fundação da Casa de Bragança, que depois do 25 de Abril o forçou a retirar-se, vindo a falecer na véspera de Natal, no dia 23 de dezembro de 1976, em casa de sua irmã, a Infanta D. Filipa, em Lisboa. Jaz em Vila Viçosa, no Panteão dos Duques de Bragança.

De seu casamento com Maria Francisca de Orléas e Bragança teve os seguintes filhos:

  1. Duarte Pio de Bragança (Berna, 15 de maio de 1945) — casou-se em 13 de maio de 1995 com Isabel Curvelo de Herédia (1966). Com descendência. Reivindica a titularidade do Ducado de Bragança.
  2. Miguel Rafael de Bragança (Berna, 3 de dezembro de 1946) — reivindica a titularidade do Ducado de Viseu.
  3. Henrique Nuno de Bragança (Berna, 6 de novembro de 1949 – 14 de fevereiro de 2017) — reivindicava a titularidade do Ducado de Coimbra.