Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Monarquia Portuguesa

Este blog pretende ser o maior arquivo de fotos e informações sobre a monarquia portuguesa e a Família Real Portuguesa.

Carlos Maria de Caula, Ajudante de Campo do Rei D.Luís I

17.07.19 | Blog Real

Carlos Maria de Caula (Lisboa, 26 de maio de 1809 – Lisboa, 13 de fevereiro de 1886) foi um Marechal de campo, General de divisão e 2º Visconde de Elvas (1865).

Filho de Carlos Frederico Bernardo de Caula e Maria Zeferina Henriqueta de Araújo, General-Governador das Armas do Exército e do Reino de Portugal, o 1º Visconde de Elvas. Sua irmã, Maria Carlota de Araújo de Caula, casou com Manuel Duarte Leitão, português influente, Ministro da Justiça e Secretário de Estado.

Alistou-se como voluntário no 2º batalhão do Regimento de Infantaria N.º 11 (destacado no Brasil) em 15 de julho de 1818 tendo apenas 9 anos de idade. Foi nomeado cadete no mesmo dia. No Exército Português, o posto de cadete foi criado por decreto em 16 de Março de 1757, para ser atribuído aos nobres que assentavam praça num regimento, para receberem instrução sobre a arte e a disciplina militar e para se tornaram futuros oficiais, com conhecimento sobre as funções dos postos inferiores. Foi nomeado alferes agregado para este batalhão por decreto de 1 de dezembro de 1818. Por aviso de 15 de fevereiro de 1822 obteve licença para ficar no Rio de Janeiro, e, regressando a Lisboa pouco depois, foi-lhe permitido frequentar a Academia Real de Marinha, por portaria de 19 de Julho.

Foi nomeado Alferes efetivo do Exército Português por decreto de 1 de setembro de 1825. Unido ao Estado-maior da Praça de Elvas por aviso de 17 de setembro de 1825. Tenente por distinção segundo o disposto no decreto de 29 de maio de 1827. Foi designado às ordens do general das armas por aviso de 31 de agosto de 1827. 

D. Carlos Caula esteve presente como enviado especial de D. Luís I, Rei de Portugal na comitiva do casamento de D. Afonso XII com D. Maria Cristina da Áustria, em 29 de novembro de 1879, juntamente com seu parente, D. Adolfo Merelles Caula, este, deputado eleito por Ribadavia no Congresso Espanhol de 1869 a 1891 e de 1898 1907, e senador pelas províncias de Ourense, de 1891 a 1893 e de Canárias, de 1896 a 1898; e Diretor Geral dos Estabelecimentos Penais, nomeado em 1897. Estiveram com eles também o Secretário de Estado e Ajudante-de-Ordens D. Tomás Rosa, e o Sr. D. Carlos Roma du Bocage, Capitão de Engenheiros.

Esteve juntamente com Alexandre Herculano, Almeida Garrett, o Duque de Loulé e outras personalidades da vida política, acadêmica e social do Portugal de meados do século XIX na fundação do Grémio Literário de Lisboa. O Grémio Literário foi fundado em 18 de Abril de 1846, por Carta Régia da Rainha D. Maria II.

General de Divisão, 1º Ajudante de Campo de D. Luis I e ajudante honorário de D. Fernando II; tinha o curso de estado maior e participou nas campanhas de 1833, 1834, 1846 e 1847. Na primeira executou serviços de engenheiro, e na última aqueles que mais competiam à sua especialidade. Foi enterrado no jazigo da família, nos Prazeres.