Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Monarquia Portuguesa

Este blog pretende ser o maior arquivo de fotos e informações sobre a monarquia portuguesa e a Família Real Portuguesa.

Sab | 12.11.22

Família Real Portuguesa aplaude projeto clínico de Afonso de Herédia

Blog Real
Após vários anos a acompanhar projetos ligados à saúde e bem-estar, sobretudo da população sénior, Afonso de Herédia decidiu reunir um conjunto de profissionais de saúde de 18 especialidades no mesmo espaço, em Lisboa, que irá prestar cuidados humanizados e personalizados na clínica Mais Saúde & Melhor Vida.
“A nossa missão é promover a qualidade de vida e o bem-estar dos pacientes e cuidadores, bem como ajudar a desenvolver comunidades mais saudáveis e sustentáveis. Teremos ainda um gabinete destinado ao desenvolvimento de projetos sociais, para apoiar e orientar os nossos pacientes e cuidadores na obtenção de benefícios, ao abrigo das políticas sociais existentes”, explicou o psicólogo clínico na apresentação do projeto, que decorreu no Valverde Hotel, em Lisboa, tendo contado, naturalmente, com o apoio da família, destacando-se a presença da irmã, D. Isabel de Bragança.
“Acho que este projeto do meu irmão é extraordinário, sobretudo nesta vertente para a terceira idade. Acredito que esta clínica tem, de facto, tudo para dar certo”, afirmou D. Isabel à CARAS, lembrando a importância de não nos esquecermos de cuidar dos cuidadores: “Hoje em dia já se dá muito valor aos cuidadores. Para mim, são heróis, são pessoas que também têm que ser ajudadas e apoiadas.” Acompanhada pelo marido, D. Duarte Pio de Bragança, e do filho mais velho do casal, Afonso, D. Isabel partilhou ainda que os seus pais têm precisado de maior atenção devido às suas idades avançadas – Jorge de Herédia tem 88 anos e a mulher, Raquel, 87 –, pelo que os cinco irmãos se têm revezado no apoio permanente ao casal. “Tenho de estar mais próxima dos meus pais”, confirmou D. Isabel, que por essa razão não poderá acompanhar a filha, Maria Francisca, naquela que será a sua terceira missão de voluntariado a Timor. “Ela fez o curso de Comunicação Social, foi trabalhar para fora e agora está de regresso a Portugal. Antes de assumir funções profissionais, tirou um pequeno período para poder participar num projeto como voluntária em Timor”, confirmou, assegurando não ficar com o coração nas mãos com estas “aventuras” solidárias da filha: “Não me preocupa nada que ela lá esteja, pelo contrário. Quando vamos para Timor, sentimo-nos em casa. Temos lá muitos amigos. Tomara eu poder acompanhá-la.”