Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Monarquia Portuguesa

Este blog pretende ser o maior arquivo de fotos e informações sobre a monarquia portuguesa e a Família Real Portuguesa.

Ter | 13.12.22

Hermenegildo Carlos de Brito Capelo, ajudante de campo do Rei D.Luís I e do Rei D.Carlos I

Blog Real

Hermenegildo Carlos de Brito Capelo (Palmela, 4 de Fevereiro de 1841 — Lisboa, 4 de Maio de 1917) foi um oficial da marinha que se notabilizou pelas suas explorações em África, nasceu em 1841, no castelo de Palmela, e morreu a 4 de maio de 1917.

Assentou praça na Marinha em 1855 terminando o curso 4 anos depois. Em 1860 embarcou como guarda-marinha para Angola a bordo da corveta D. Estefânia, comandada pelo príncipe D. Luís, mais tarde rei, permanecendo durante três anos na estação naval de África Ocidental. Em 1863 regressa a Lisboa e no ano seguinte é promovido a segundo tenente. Nesse ano voltou a África donde regressa em 1866 para voltar logo de seguida a Angola, onde permanece até 1869, altura em que segue para Moçambique, regressando a Lisboa em 1870 para logo partir em Direcção a Cabo Verde. Em 1871 é integrado numa expedição enviada à Guiné e em 1872 vai para a China donde regressa a Lisboa em 1876.
Juntamente com Serpa Pinto e Roberto Ivens, Hermenegildo Capelo foi designado para a expedição científica em 1877, para explorar os territórios entre Angola e Moçambique e as bacias hidrográficas do Zaire e do Zambeze. Depois do êxito obtido foram encarregados de uma segunda viagem, cujo objetivo era encontrar uma via de comunicação entre Angola e Moçambique.
Destas iniciativas ficaram dois célebres relatos, da autoria de Capelo e Ivens, intitulados De Angola à Contracosta e De Benguela às Terras de Iaca.
Hermenegildo Capelo ficou célebre pela sua ação exploradora. Foi nomeado vice-presidente do Instituto Ultramarino, presidente da Comissão Cartográfica e organizador de uma carta geográfica de Angola.

Hermenegildo Capelo foi ajudante-de-campo dos reis D. Luís, D. Carlos e chefe da casa militar do rei D. Manuel II, ministro plenipotenciário de Portugal junto do Sultão de Zanzibar, organizador de uma carta geográfica da província de Angola, delegado do governo num congresso de Bruxelas e presidente da comissão de cartografia. Hermenegildo Capelo foi promovido a contra–almirante em 17 de Maio de 1902 e a vice–almirante em 18 de Janeiro de 1906.

Muito dedicado ao rei D. Manuel II, fez parte do lote muito restrito de fieis que, a 5 de Outubro de 1910, acudiram ao Paço para defender o Rei. A 24 de Outubro de 1910, por fidelidade ao Rei, pediu a demissão e deu por terminada a sua carreira militar.

Faleceu aos 76 anos, sendo sepultado no Cemitério dos Prazeres. Foi casado com D. Amália Pinho.

Hermenegildo Capelo começou a desempenhar funções como ajudante de campo do Rei D.Carlos I em março de 1903. Aqui o artigo do Diário Ilustrado a informar a sua entrada ao serviço do Rei.

Fonte: https://www.infopedia.pt/apoio/artigos/$hermenegildo-capelo e https://pt.wikipedia.org/wiki/Hermenegildo_Capelo