Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Monarquia Portuguesa

Este blog pretende ser o maior arquivo de fotos e informações sobre a monarquia portuguesa e a Família Real Portuguesa.

A Monarquia Portuguesa

Este blog pretende ser o maior arquivo de fotos e informações sobre a monarquia portuguesa e a Família Real Portuguesa.

Ligação da Família Real com os Condes da Ponte

21.06.20, Blog Real

Conde da Ponte foi um título criado por carta de 16 de Maio de 1661, do rei D. Afonso VI de Portugal, a favor de Francisco de Melo e Torres, o 1.º Marquês de Sande.

Francisco de Melo e Torres (Lisboa, c. 1610 - Lisboa, 7 de dezembro de 1667), foi o 1.º conde da Ponte e 1.º marquês de Sande, General de Artilharia, do Conselho de Guerra de Portugal, Alcaide-mor de Terena, Comendador na Ordem de Cristo de São Salvador de Fornelos e Santiago da Guilha.

Como embaixador extraordinário a Inglaterra acompanhou a então infanta D. Catarina de Bragança, quando esta foi casar com o rei Carlos II de Inglaterra.

Foi também ele que assinou em Paris a 24 de fevereiro de 1666 o contrato matrimonial de Afonso VI de Portugal, com Maria Francisca de Saboia, Mademoiselle d´Aumale. O casamento se celebrou por procuração em La Rochelle em 27 de junho e a nova rainha chegou a Lisboa a 2 de agosto.

Fazia parte dos "Fidalgos conhecidos por Quarenta Conjurados e que depois se acharam na feliz Aclamação do Senhor Rei D. João IV, e restituição que se lhe fez deste Reino de Portugal", em 1640.

João de Saldanha da Gama Melo Torres Guedes de Brito, 8.º conde da Ponte foi Gentil-homem e vedor da Casa Real e Par do Reino.

Sucedeu ao seu pai na casa e no pariato em 1852. Foi nomeado em 1853 governador civil de Lisboa, e em 1858 ou 1859 vedor da Casa Real. Entrou com grandes ideias de reforma, ideias que se lhe atribuiriam, mas que a prática não justificou. As profundas antipatias que inspirava pelo seu modo seco e reservado, pelas suas maneiras excessivamente inglesas, designaram-no à cólera do povo, quando as mortes sucessivas de D. Pedro V e dos infantes seus irmãos, D. Fernando e D. João, originaram suspeitas de envenenamento, que deram lugar aos tumultos do Natal de 1861, em que o conde da Ponte foi maltratado à porta do paço. 

Isabel Juliana de Saldanha da Gama, filha de João de Saldanha da Gama, 8.º Conde da Ponte e de Maria Teresa de Sousa Botelho Mourão e Vasconcelos, foi Dama da Rainha D.Amélia e Aia dos Príncipe Luís Filipe e do Infante D.Manuel (futuro Rei D.Manuel II).

D. Teresa Saldanha da Gama (1842-1929), filha do 8º Conde da Ponte, D. João Saldanha
da Gama Melo Torres Guedes de Brito era amiga de infância da Infanta D.Antónia de Bragança, filha da Rainha D.Maria II.

unnamed (6).jpg

O Palácio dos Condes da Ponte

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.