Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Monarquia Portuguesa

Este blog pretende ser o maior arquivo de fotos e informações sobre a monarquia portuguesa e a Família Real Portuguesa.

A Monarquia Portuguesa

Este blog pretende ser o maior arquivo de fotos e informações sobre a monarquia portuguesa e a Família Real Portuguesa.

Príncipe Real Luís Filipe em visita ao Norte - Ponte de Lima (1901)

01.04.18, Blog Real

No dia 8 (de Outubro de 1901) foi o Príncipe esperado na ponte dos Corvos, limite do concelho, pelo Presidente da Câmara e outras pessoas.

Chegou aí vindo de Braga, acompanhado de Mouzinho, ambos montados. Feitas as apresentações, puseram-se os dois cavaleiros em marcha, precedidos de um pequeno séquito.

Na praça da Rainha, que se achava engalanada e repleta de gente de todas as categorias, foram os ilustres visitantes recebidos com vibrantes e repetidos vivas e outras manifestações de regozijo.

Desmontaram, e, depois de breves cumprimentos nos Paços do Concelho, foi servido o almoço a que assistiram, além do Príncipe, Mouzinho e preceptor Kerausch, o Conde de Bertiandos, o Governador Civil e o Presidente da Câmara, que, ao champanhe, saudou Suas Majestades e o Príncipe, a quem agradeceu a honra da visita.

Depois do almoço, que o Príncipe saboreou com apetite, apreciando especialmente um prato de coelho, foi Sua Alteza convidado a inaugurar a nova Avenida marginal, acabada de construir.

Quis a Câmara, com esta solenidade, em que tomaram parte tão altas personalidades da Corte portuguesa, dar justo e merecido relevo à mais bela realização da sua gerência.

Organizou-se, para esse fim, um cortejo, que saindo dos Paços do Concelho, se dirigiu à Avenida, passando pela Igreja Matriz, onde o Príncipe entrou e fez breve oração.

Na Avenida, denominada – D. Luís Filipe – em homenagem a Sua Alteza, foi descerrada a respectiva placa, entre aplausos e vivas, regressando os visitantes aos Paços do Concelho.

Descansaram um pouco para logo montarem, o Príncipe e Mousinho, continuando a sua viagem em direcção a Viana.

Até ao outro lado da Ponte seguiram, com as montadas a passo, envolvidos numa onda humana que, em delírio, continuamente os aclamava.

É justo acentuar que o povo visava especialmente Mouzinho de Albuquerque, já célebre pela fama dos seus feitos em África, donde havia chegado coberto de glória com um nome aureolado de prestígio, tanto cá dentro, como lá fora.

Ao passarem junto do solar dos Condes de Bertiandos, os donos da casa convidaram o Príncipe e pessoas do séquito a entrarem e ofereceram a todos uma taça de champanhe, bebendo o Conde à saúde do Príncipe, a quem agradeceu a visita.

Antes da retirada entreteve-se o Príncipe com uma simplicidade muito natural, a brincar, no areal, junto ao rio, com um cão de água e, tão distraído estava, que foi preciso Mouzinho chamá-lo: - Meu Senhor! São horas de partir.

Já o sol se escondia na orla do poente quando, despedindo-se, se puseram de novo a cavalo, o Príncipe e Mouzinho, e, a galope, numa desabrida desfilada, desapareceram na estrada, ao fim da recta de Bertiandos, envolvidos numa densa nuvem de pó, que a aragem fresca do crepúsculo lentamente desfez.

Assim passara, em 8 de Outubro de 1901, por Ponte de Lima, o Príncipe e o seu aio.

Excerto do artigo publicado no Almanaque de Ponte de Lima de 1933, pág. 205, da autoria do Dr. Luís Nogueira.

Fonte: http://www.pontedelimacultural.pt/historia-pag.asp?t=paginas&pid=21

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.