Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Monarquia Portuguesa

Este blog pretende ser o maior arquivo de fotos e informações sobre a monarquia portuguesa e a Família Real Portuguesa.

A Monarquia Portuguesa

Este blog pretende ser o maior arquivo de fotos e informações sobre a monarquia portuguesa e a Família Real Portuguesa.

Rainhas de Portugal - Catarina da Áustria

19.12.19, Blog Real

Infanta_Caterina_of_Spain.jpg

Catarina de Áustria, Catarina de Habsburgo ou, mais raramente, Catarina de Espanha (em castelhano: Catalina de Austria; Torquemada, 14 de janeiro de 1507 - Lisboa, 6 de fevereiro de 1578) foi arquiduquesa da Áustria, infanta de Espanha e rainha de Portugal como esposa de D. João III.

Família:

Era filha de Joana de Castela, descrita pelos seus opositores como "Louca", a rainha de Espanha, e de Filipe, o Belo, arquiduque da Áustria e Duque da Borgonha.

Teve cinco irmãos, entre os quais os imperadores romano-germânicos Carlos V da Alemanha e Fernando I de Habsburgo; Isabel, esposa de Cristiano II da Dinamarca; Maria, esposa do rei Luís II da Hungria e da Boémia; e ainda Leonor de Áustria, sua predecessora enquanto rainha de Portugal (foi casada com D. Manuel I embora prometida a D. João III) e ainda rainha de França. Teve como tias maternas Catarina de Aragão, rainha consorte da Inglaterra, mãe da Rainha Maria I; Maria de Aragão e Castela, sua sogra; a gémea de Maria, Ana, natimorta; e Isabel de Aragão, que tinha sido a primeira esposa de D.Manuel I. Teve apenas um tio materno, João, Princípe das Astúrias, casado com a sua prima terceira, Margarida de Áustria.

Biografia:

Depois da morte do pai, em 1506, sua mãe foi encarcerada em Tordesilhas como louca e Catarina acompanhou-a, acabando por ser libertada graças à intervenção de seu irmão, o imperador Carlos V.

Em 5 de Fevereiro de 1525 casou-se com o rei João III de Portugal, tornando-se rainha consorte até à morte do esposo em 1557. Foi mãe da infanta Maria Manuela e do Príncipe João e avó do rei D. Sebastião. Durante a menoridade do neto, exerceu a regência do reino entre 1557 e 1562.

A rainha tinha imensa influência no governo do marido. O rei confiava plenamente na rainha, pois João III parecia ser indeciso.

Catarina via o irmão Carlos como o chefe de família. Os casamentos dos seus filhos com os seus sobrinhos foram ideia sua, de forma a reforçar o poder da sua família Habsburgo.

Faleceu no dia 6 de Fevereiro de 1578 e foi sepultada no Mosteiro dos Jerónimos.

Descendência:

Do seu casamento com o Rei D.João III teve os seguintes filhos:

  • Afonso, Príncipe de Portugal (24 de fevereiro de 1526 – 12 de abril de 1526), nascido quando a corte estava em Almeirim, a 24 de fevereiro e faleceu em abril do mesmo ano em Santarém, de grave doença na cabeça;
  • Maria Manuela, princesa de Portugal (15 de outubro de 1527 – 12 de julho de 1545), casou-se com Filipe II de Espanha e morreu de parto;
  • Isabel, Infanta de Portugal (28 de abril de 1529 – 22 de maio de 1530);
  • Beatriz, Infanta de Portugal (15 de fevereiro de 1530 – 16 de março de 1530);
  • Manuel, Príncipe de Portugal (1 de novembro de 1531 – 14 de abril de 1537), herdeiro em 1535;
  • Filipe, Príncipe de Portugal (25 de março de 1533 – 29 de abril de 1539), herdeiro em 1537;
  • Dinis, Infante de Portugal (16 de abril de 1535 – 1 de janeiro de 1537);
  • João Manuel, Príncipe de Portugal (3 de junho de 1537 – 1554), herdeiro em 1539. Deixou grávida a sua mulher, Dona Joana, que dias depois deu à luz o futuro rei Dom Sebastião de Portugal;
  • António, Infante de Portugal (9 de março de 1539 – 20 de janeiro de 1540).