Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Anúncio das Comemorações Oficiais pelo 10. Aniversário da Canonização de S. Nuno de Santa Maria

por Blog Real, em 21.04.19

Anúncio das Comemorações Oficiais pelo 10. Aniversário da Canonização de S. Nuno de Santa Maria, que têm o Alto Patrocinio da Casa Real Portuguesa e da Casa Ducal de Cadaval.
Castelo de Ourém, 26 de abril, 2019

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:18

Palácio Nacional de Mafra: Visita técnica à obra de reabilitação dos carrilhões e torres sineiras

por Blog Real, em 15.04.19
Titulo

Visita técnica à obra de reabilitação dos carrilhões e torres sineiras

Descrição

Visita técnica à obra de reabilitação dos carrilhões e torres sineiras do Palácio Nacional de Mafra, acompanhada pelos técnicos da entidade executante. Breve apresentação da intervenção em curso

Concelho

Mafra

Localidade

Mafra

Data

18 de abril

Hora

11h00-12h30

Público Alvo

Profissionais de Arquitetura, Restauro, Engenharia e público em geral

Organização

APRUPP - Associação Portuguesa para a Reabilitação Urbana e Protecção do Património

Participação e apoios
Outras informações
Informações e inscrições

geral@aprupp.org

Fonte: patrimoniocultural.pt/

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:24

Conheça aqui o programa das comemorações do bicentenário do nascimento de D. Maria II

por Blog Real, em 06.04.19

A 4 de Abril de 2019 passam 200 anos do nascimento de D. Maria da Glória, primeira filha de Dona Leopoldina de Habsburgo Lorena e do Príncipe D. Pedro de Bragança, no Paço Real de S. Cristóvão, no Rio de Janeiro. Esta princesa tornou-se rainha de Portugal em 1826, após a abdicação do seu pai, mas apenas chegou a Portugal em 1833, com o fim da guerra civil e vitória dos liberais chefiados por D. Pedro.

A particularidade do seu nascimento e primeiros anos passados no Brasil, as longas temporadas em Londres e Paris ainda adolescente, os intensos contactos com as restantes cortes europeias por razões políticas e, indissociavelmente, familiares, forjaram uma personalidade muito rica e consciente do seu lugar no mundo.

Durante o curto reinado, já que morreu de parto com apenas 34 anos, em 1853, viveu intensamente o turbilhão político que caracterizou a consolidação do regime constitucional. Nessas duas décadas foram dados passos significativos para a construção de uma nação contemporânea, iniciadas importantes reformas e criadas inúmeras instituições.

Consideramos que esta figura não tem tido o destaque merecido, suplantada pela intensidade dos eventos de que foi, contudo, atriz consciente e interessada.

O objetivo destas comemorações é assim conhecer melhor a mulher, a rainha, a sua época e o seu legado

 

PROGRAMA DE ATIVIDADES
*Celebrações de missa
4 de Abril - pelo nascimento de D. Maria da Glória - na Capela do Paço Ducal de Vila Viçosa

15 de novembro - pelo falecimento de D. Maria da Glória - na Capela do Paço Ducal de Vila Viçosa

6 de Julho - Paço Ducal de Vila Viçosa

*Concertos na Capela do Paço Ducal de Vila Viçosa
26 de Abril – D. Maria II no Arquivo Musical do MBCB – I
31 de Maio – D. Maria II – Viagens breves
28 de Junho – Hinos e marchas para D. Maria II de Portugal
26 de Julho – Sarau em homenagem a D. Maria II
30 de Agosto – Chansons d’Amour
27 de Setembro – Rainha Dona Maria II- Herança Musical
25 de Outubro – A Música Sacra no Tempo de D. Maria II
13 de Dezembro – Concerto de Natal

*Inauguração de exposições
12 de Abril – D. Maria II (1819-1853): Um retrato em moedas – Paço Ducal de Vila Viçosa

Fonte: radiocampanario.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:10

Eucaristia comemorativa do bicentenário do nascimento da Rainha D. Maria II

por Blog Real, em 03.04.19

Amanhã, dia 4 de Abril, Eucaristia comemorativa do bicentenário do nascimento da Rainha D. Maria II, na Capela do Paço Ducal de Vila Viçosa.

Trata-se de uma iniciativa da Fundação da Casa de Bragança, aberta a toda a população.

Fonte: Paço Ducal de Vila Viçosa

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:04

Infante D.Miguel, Duque de Viseu, foi convidado para a tradicional Feira de Abril, de Sevilha

por Blog Real, em 31.03.19

SEVILHA - Sua Alteza Real o Senhor Infante Dom Miguel de Bragança, Duque de Viseu acaba de ser convidado para a célebre e tradicional Feira de Abril, de Sevilha, onde conta muitos e bons Amigos. Da agenda de viagem, Sua Alteza Real tem já marcado um jantar com SAR a Senhora Infanta Dona Elena de Borbón, Irmã de Sua Majestade o Rei Filipe de Espanha. Também D. Manuel Morales de Xódar e D. Francisco José Morales de Jodar convidaram já o Duque de Viseu para vários actos da tão típica feira sevilhana.

Fonte: SAR Dom Miguel de Bragança, Duque de Viseu 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:10

Museu biblioteca da Casa de Bragança recebe mais 2 carruagens

por Blog Real, em 18.03.19

Foram depositadas no Paço Ducal de Vila Viçosa duas viaturas de tração animal do século XIX (MILORD E TONNEAU), provenientes de uma coleção particular.

A Fundação da Casa de Bragança agradece aos proprietários, PSP de Estremoz, GNR de Vila Viçosa, Transportes Lucefecit e pessoal do MBCB.

A complexa operação de transporte seguiu todas as normas de segurança, para que as viaturas fizessem uma “viagem tranquila” até às Cavalariças do Paço Ducal.

Fonte: radiocampanario.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:26

D.Duarte Duque de Bragança, marcará presença no lançamento do livro “Ordem Militar de Avis Revisitada”

por Blog Real, em 05.03.19

SAR Dom Duarte Duque de Bragança, marcará presença no lançamento do livro “Ordem Militar de Avis Revisitada” de Manuel Lamas de Mendonça na próxima segunda-feira dia 11 de Março às 18,30 na Livraria Ferin (R. Nova do Almada 72, Lisboa). A “Ordem Militar de Avis Revisitada”, cuja edição tem o apoio da Fundação D. Manuel II e da Causa Monárquica, constitui a mais profunda e diversificada investigação feita até hoje sobre esta milícia. Em cerca de 670 páginas, Manuel Lamas de Mendonça parte da conjuntura político-militar que justificou a criação dos “freires de Évora” pelo primeiro monarca Português. Para tanto o autor tomou como cerne da investigação os mais de mil fólios inéditos que descrevem minuciosamente as visitações efectuadas por ordem do Mestre Dom Jorge, filho do Rei D. João II, entre 1515 e 1538. Este livro, que é uma edição de muito escassa tiragem, constitui uma obra obrigatória para quantos prezam o aprofundar do conhecimento da História de Portugal em geral e da História das Ordens Militares Portuguesas em particular.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:19

Braga tem uma orquestra ao serviço da Família Real

por Blog Real, em 25.02.19

A Orquestra Príncipe da Beira, criada pelo maestro Paulo Arruda, é a orquestra de “serviço” à casa real portuguesa e prepara-se para um concerto no próximo dia 23, na Igreja de S. Vicente, na cidade de Braga.

Esta orquestra, que deu o primeiro concerto a 3 de junho de 2017, é uma homenagem ao princípe Dom Afonso Santa Maria, filho do conhecido Duque de Bragança, D. Duarte Pio e é também a orquestra que, sempre que exista convite, atua nas cerimónias “reais” em Portugal.

Com ensaios periódicos na cidade de Braga, onde esta orquestra foi formada pelo maestro Paulo Arruda, que é também professor de Música em Tadim, com 37 anos de carreira, a OPB pertence à casa real portuguesa e os membros marcaram presença através da Orquestra do Norte, na cerimónia de investidura do príncipe, que decorreu na Sé de Braga em 2017.

O maestro e fundador da orquestra, Paulo Arruda, explicou ao Semanário V que a OPB surgiu na sequência dos 21 anos de Afonso, a mesma idade em que foi indicado Princípe da Beira. “Esta orquestra tem como função, para além da diuvlgação da música erudita, também a integração de músicos que se destacam a nível internacional, como o caso do tenor Nuno Meneses Ribeiro, atualmente tenor na Ópera de Milão e que pertence à família real.

“Temos realizado concertos e sempre que há alguma atividade relacionada com a casa real, a orquestra atua”, explica, revelando que o ultimo concerto, em Penafiel, foi em quinteto, mas o marcado para o próximo dia 23 será em formato “ensemble”, com violinos, viola de arco, violoncelo e contrabaixo. No total, a OPB tem 20 músicos que vão rodando entre si.

“Em Braga há sensibilidade para a causa real”

Paulo Arruda trabalhou com grandes nomes da música erudita nacional, como Miguel Graça Moura, Joana Carneiro, Pedro Burmmester ou a Orquestra Portuguesa da Juventude, dando a opinião de que a causa monárquica aposta mais na cultura do que a republicana.

Explica que em Braga “há sensibilidade para a causa real”, dando exemplo de várias iniciativas e palestras na cidade sobre a Monarquia. “Uma das coisas que se tem verificado é que é muito dispendioso para o país estar numa República, mas é esta que tem tido mais peso na sociedade, até porque é muito recente comparando com a Monarquia. Mas é preciso ver que a Monarquia, ao longo de séculos, tem difundido muito a cultura, sobretudo a música.

Diz ainda que “Braga tem revelado maior sensibilidade também a nível musical”. “A subsistência dos músicos é muito difícil, e piorou durante o período da Troika, em que nem sequer houve ministro da Cultura”. Paulo Arruda lamenta a falta de apoio aos músicos, recordando o caso de uma bailarina com doença oncológica que teve de exercer a profissão até ao fim da vida por não existir qualquer salvaguarda para os bailarinos. Recorda que a Companhia de Ballet não sobreviveu ao período da Troika.

Paulo Arruda explica que é necessário um maior valor nas verbas atribuídas pelas Câmaras que contratam a orquestra, de forma a serem mais elementos nas atuações da orquestra. “Fazemos os concertos em função das verbas que realmente nos podem atribuir”, esclarece.

“Os instrumentos são caros, as partituras vêm do edstrangeiro e muitas vezes depende da boa vontade dos próprios musicos para atuar por uma verba menor”, explica, deixando, no entanto, elogios à Câmara de Braga e às Juntas de São Víctor, São José de São Lázaro e São João de Souto e União de Maximinos, Sé e Cividade por “pagarem” em conjunto o concerto do próximo dia 23. Revela ainda que o objetivo é tornar esta atuação em um evento anual.

“A música é um trabalho para nós e um divertimento para os outros”, finaliza.

Braga foi onde o príncipe foi batizado e investido

Foi na Sé Catedral de Braga que se registaram os momentos mais importantes para a vida da monarquia nacional. Para além do batismo de Dom Afonso de Santa Maria, foi também neste templo que, 21 anos depois, decorreu a cerimónia de investidura solene do décimo Príncipe da Beira.

A cerimónia contou com a presença dos duques de Bragança e altas individualidades civis, militares e religiosas em representação dos diversos órgãos de soberania nacional e regional, em um fim de semana recheado de eventos.

A missa solene foi presidida por D. Francisco Senra Coelho e contou com a presença da Guarda de Honra da Catedral, enquanto o programa musical ficou a cargo do Coro da Santa Casa de Misericórdia de Braga, com direção de Hugo Torres e da estreia da OPB. Já a cerimónia de investidura foi presidida por Dom Duarte.

Recorde-se que foi na Sé de Braga que, a 1 de junho de 1996 se realizou pela primeira vez na história de Portugal um batizado real na cidade de Braga.
Na ocasião, os duques de Bragança criaram, com o então arcebispo primaz, D. Eurico Dias Nogueira, uma instituição (a Real Confraria) que o décimo Príncipe da Beira preside.

Fonte: https://semanariov.pt/2019/02/20/braga-tem-uma-orquestra-ao-servico-da-familia-real/

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:42

Conferência para assinalar o centenário da Monarquia do Norte e do Cerco de Monsanto

por Blog Real, em 23.02.19

Na próxima terça-feira dia 26 de Fevereiro pelas 15,00hs, na Sociedade de Geografia de Lisboa, no âmbito do programa que assinala o centenário da Monarquia do Norte e do Cerco de Monsanto, a Secção de Genealogia, Heráldica e Falerística da Sociedade de Geografia de Lisboa organiza uma conferência com a participação do Prof. Filipe Ribeiro de Menezes, Prof. Jaime Nogueira Pinto, Coronel José Henriques e Arq. Francisco Lobo De Vasconcellos. Neste encontro, entre outras coisas, poderão ouvir-se relatos, na primeira pessoa, de quem esteve no cerco de Monsanto, e visitar uma mostra de fotografias e objectos inéditos, relacionados com estes acontecimentos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:45

RAINHA D. AMÉLIA - PROTECTORA DAS ARTES E PATRIMÓNIO

por Blog Real, em 21.02.19

RAINHA D. AMÉLIA - PROTECTORA DAS ARTES E PATRIMÓNIO
Por José Alberto Ribeiro, director do Palácio Nacional da Ajuda
21 de Fevereiro, às 18 Horas
Sala dos Embaixadores, Palácio Nacional da Ajuda, Lisboa
Entrada Livre
Ver mais» https://rainhas-portuguesas.webnode.pt/

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:02


Este blog pretende ser o maior arquivo de fotos e informações sobre a monarquia portuguesa e a Família Real Portuguesa.

Mais sobre mim

foto do autor


A Coroa, é o serviço permanente da nossa sociedade e do nosso país. A Monarquia Constitucional, confirma hoje e sempre o seu compromisso com Portugal, com a defesa da sua democracia, do seu Estado de Direito, da sua unidade, da sua diversidade e da sua identidade.

calendário

Abril 2019

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

mapa_portugal.gif


Facebook



Comentários recentes

  • Anónimo

    Pode comprar Diretamente ao editor: https://www.t...

  • Blog Real

    Olá. Eu infelizmente não sei mais informações. Est...

  • Anónimo

    Sou neta de Alfredo Pereira Teixeira, Português, n...

  • Anónimo

    Quisiera saber el motivo por el que fue dom Diniz ...

  • Blog Real

    O que é o Vila Viscoa?E não me parece que o Duque ...



FUNDAÇAO DOM MANUEL II

A Fundação Dom Manuel II é uma instituição particular, sem fins lucrativos, de assistência social e cultural, com acções no território português, nos países lusófonos, e nas comunidades portuguesas em todo o mundo.
                                         mais...
 
Prémio Infante D. Henrique
Com a fundação do Prémio Infante Dom Henrique, do qual S.A.R. o Duque de Bragança além de membro fundador é Presidente de Honra, Portugal tornou-se o primeiro país europeu de língua não inglesa a adoptar o programa de "The International Award for the Young People".
                                         mais...

Brasão da FCB

Por vontade d'El-Rei D. Manuel II, expressa no seu testamento de 20 de Setembro de 1915, foi criada a Fundação da Casa de Bragança em 1933, um ano após a sua morte ocorrida a 2 de Julho de 1932. 
O último Rei de Portugal quis preservar intactas as suas colecções e todo o património da Casa de Bragança, pelo que deixou ainda outros elementos para precisar o seu intuito inicial e legar todos os bens sob a forma do Museu da Casa de Bragança, "à minha Pátria bem amada"

 mais...


Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D

Tags

mais tags


Publicações Monárquicas

Correio Real

CORREIO REAL

Correio Real

REAL GAZETA DO ALTO MINHO


INSCRIÇÃO ON-LINE NA CAUSA REAL